União Europeia rechaça teoria de que ataque no Museu Judaico foi ato isolado

A teoria de que o suspeito do assassinato de quatro pessoas no Museu Judaico de Bruxelas, dia 24 de maio era um “lobo solitário”  foi rechaçada pela União Europeia, segundo o jornal sediado em Beirute, As-Safir, informou o Jerusalém Post. O jornal cita o coordenador de contraterrorismo da EU, Pilles de Kerchove, quem disse que “não há possibilidade de que o terrorista agisse sozinho”. O ataque serve de lembrete de que os jihadistas na Síria representam uma ameaça contra o Ocidente, afirmou.

Tais declarações contradizem as do Ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve e do promotor de París, François Molins no domingo, quando anunciou a prisão do suspeito dois dias antes, em Marselha. Autoridades francesas se negaram a comentar o assunto.

veja mais em: http://www.itongadol.com.ar/

Veja também

Dia 02 de maio, acontece mais um encontro através do Canal do YouTube da B’nai B’rith.

Domingo, dia 02 de maio às 17h, acontece mais um encontro através do Canal do …

Deixe uma resposta

Skip to content