Sucot: a alegria e a fragilidade da vida

Véspera de Sucot – 23/09 –14 de Tishrei
Sucot – 23 a 30 de setembro
Chol Hamoed – 26 a 30/09
Hoshaná Rabá – 30/09 – 21 de Tishrei
Shemini Atzeret-Yizkor – 01/10 – 22 de Tishrei
Simchat Torá-23/10 – 23 de Tishrei 5779

Passada a época de Yom Kipur – a Teshuvá do arrependimento – estamos com alegria montando a nossa Sucá – três partes livres na terra e cobertura com visão do céu, decorada com Frutas e ciprestes. São oito dias nos quais devemos realizar nossas refeições nesta Sucá, lembrando a saída do Egito e a nossa peregrinação no deserto. É um tempo para refletir também acerca da fragilidade da vida e repensar nossos valores.

De posse das quatro espécies rezamos e as balançamos. Em hebraico são chamadas de Arbaá Minim. Etrog (fruta cítrica), Lulav (ramo de palmeira), Hadás (ramo de mirta) e os Aravot (ramos do salgueiro).

Nestas festas agrícolas desejamos os celeiros cheios das colheitas. Quão afortunados nos sentimos ao nos encontrar na Sucá. Fazendo as benções das velas e o Birchat Hamazon em agradecendo ao Eterno no nosso porvir.

Lembramos sempre da situação de nosso povo em Israel, sempre alerta, e apesar dos dias festivos nunca pode descuidar de sua segurança e nem se esquecer de tudo o que o rodeia.

Nem uma expectativa de paz ao redor de Israel. Ameaças e ataques constantes. Os jovens de seu bravo exército permitem ao povo estar confiante, pois zelam por sua proteção.

Voltando o olhar para a nossa cidade, desejo destacar o belo trabalho de Zeila Sliozbergas para a terceira Idade na B’nai B’rith São Paulo, que mensalmente tem tido interessante programação através das Oficinas de Autocuidado no Envelhecimento com informações muito importantes para a nossa faixa etária, além de exercícios, jogos que estimula a memória, dança, música e muito mais.

Lendo as sábias lições do rabino Lorde Jonathan Sachs a muito que podemos aprender e refletir.

Segue um resumo dos temas tratados na nona e décima lições. A quem estiver interessado nesses temas, nos escreva e enviaremos o material.

9ª Lição: “KIDUSH HASHEM – O PENSAMENTO JUDAICO”
A concepção Universal. A missão do Judaísmo. Explorando o pensamento Judaico.

10ª Lição: “OS ATALHOS AO ETERNO”
Os caminhos da responsabilidade no futuro do Judaísmo; Apesar de sermos um povo pouco numeroso, a nossa concepção mundial. Entenda os motivos da nossa escolha. Entenda a responsabilidade de nossa ação no âmbito mundial. Vejam os Prêmios Nobel obtido por nossos estudiosos e ouras conquistas.

Boas festas e prazerosas refeições na Sucá

Em Shalom, Chag Sameach.
Ernesto Strauss – Diretor Cultural – B’nai B’rith do Brasil

Veja também

Mergulho, peça sobre tolerância e identidade vai até 28/10

Espetáculo sobre tolerância, alteridade e diversidade estreou em outubro. Dirigido a jovens e adultos, a …