Simpósio Inter-religioso reafirma respeito as diferentes crenças

Para marcar os 50 anos do Concílio Vaticano II (1962-1965),está sendo realizado em São Paulo o Simpósio Inter-religioso compromisso socioambiental das religiões no, de 26 a 29 de outubro.

A iniciativa visa incentivar o diálogo e o desenvolvimento de projetos conjuntos.

Na abertura do evento, na noite de 26 de outubro no Teatro Eva Hertz, religiosos de diversas tradições destacaram a importância da criação do Conselho Nacional Religioso – CONAREL, que atuará na defesa dos valores e dignidade humana.

O conhecimento mútuo propiciado pelo evento já em sua organização foi destacado por vários oradores.

Dom Francisco Biasin afirmou  que a igreja católica está aberta ao diálogo e que todos são filhos de um só Deus. Sheik Jihad Hammadeh reafirmou: “Não se é um verdadeiro fiel se não se respeita as outras religiões”. E mais: “Rejeitamos tudo o que atinge as outras religiões e as manifestações de superioridade de uma em relação à outra”, disse Hammadeh. O rabino Michel Schlesinger ressaltou a importância de escutar e aprender uns com os outros.

A B’nai B’rith esteve representada por Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos.

Uma notícia desagradou a todos: circula no Congresso Nacional proposta de descriminalizar  a ofensa às religiões, o que, é muito perigoso. Leia mais em

simposio

 

Participam a Confederação Israelita do Brasil, representada pelo rabino Michel Schlesinger, da CIP; CNBB, PUC-SP, Conselho Supremo dos Teólogos em Assuntos Islâmicos do Brasil; União Nacional das Entidades Islâmicas, religiosos de Umbanda e Candomblé, comunidade Zen Budista, representantes de Krishna–Hinduísmo, Secretaria de Diálogo Inter-religioso do Conselho Governamental Brasileiro. Apoio: Cátedra de Cultura Judaica – PUCSP; Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil – CONIC.

Veja também

Nota de repúdio sobre o “Desafio do Holocausto” da Rede Social TikTok

Deixe uma resposta

Skip to content