Posse da nova diretoria da B’nai B’rith São Paulo mobiliza comunidade judaica

Revitalizar o espaço para juventude é uma das metas

Assumiu ontem a nova diretoria da Associação Beneficente e Cultural B’nai B’rith de São Paulo (ABCBB/SP), para o biênio 2016-2017.

Compõem a nova oficialidade: Presidente Zeila Sliozbergas, Vice-presidente Edgar Lagus, 1ª Secretaria Rosa Marion Apsan, 2ª Secretaria Deborah Zackis Lagus, 1º Tesoureiro Henrique Goldberg e 2º Tesoureiro e Mentor Saul Sckolnik.

O evento foi prestigiado por diversas autoridades civis e comunitárias, como o vereador Gilberto Natalini, vice-cônsul de Israel em São Paulo, Fares Saeb, representando o cônsul Yoel Barnea, cuja esposa Lucia também estava presente, Rony Vainzof, 2º Secretário da Conib, Esther Rosenberg Tarandash, assistente do Secretario Estadual de Desenvolvimento Social Floriano Pesaro, Eduardo El Kobbi, presidente do KKL, Leonor Szymonowcz, presidente da Na’amat Pioneiras de São Paulo, Etejane Hepner Coen e Sara Rawet representando a Wizo, entre outros.

Abraham Goldstein, presidente nacional da entidade, agradeceu a Saul Schkolnik e à equipe que geriu a ABCBB/SP nos últimos quatro anos e à nova diretoria desejou: “Mais do que sorte… Contamos que cada um de nós venha participar e agir de forma comprometida e solidária com a vossa gestão.

Apoiar, participar e colaborar para que os valores que celebramos ao acender nossa Menorá permaneçam eternos no coração e ação de todos e na história de uma entidade que tem 173 anos de fundação, em Nova York, por 12 jovens imigrantes e instalando-se no Brasil, em São Paulo, há 84 anos.”

A ativista comunitária Zeila Sliozbergas, que foi presidente da Loja Herut, da B’nai B’rith Rio de Janeiro falou sobre os valores da instituição e os desejos das várias faixas etárias identificados por ela na B’nai B’rith paulista, sob os quais elaborou um programa com quatro vertentes principais:

1 – Reunir os membros da B’nai B’rith e interessados em torno de projetos em andamento e criar novos,

2 – Revitalizar o espaço dos jovens em nossa sede, com programas culturais e sociais, inserindo-os como voluntários, e na formação de lideranças,

3 – Apoiar instituições que compartilham ideais da nossa fraternidade, de ajuda humanitária e respeito aos Direitos Humanos e,

4 – Apoiar a existência e preservação do Estado de Israel.

A psicóloga e psicanalista já formou um grupo de trabalho com irmãos de segunda e terceira geração de bnai-brithianos muito empolgados em participar.

Uma intensa programação para diversas idades já está sendo iniciada.

DSC_7838
DSC_7849
DSC_7806
DSC_7826

DSC_7892

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …