Netanyahu, o terrorismo e a bandeira palestina na ONU

O discurso de Netanyahu na ONU, a luta solitária contra o Irã que continua declarando o desejo de destruir Israel, o hasteamento da bandeira palestina na ONU, o isolamento de Israel, a violência crescente entre colonos israelenses e palestinos, marcou a última semana.

Uma multidão de 10 mil pessoas participou do funeral do casal de colonos Eitam e Na’ama Henkin, vítimas do ataque terrorista de quinta-feira perto da aldeia palestina de Beit Furik. O casal, morto a tiros por terroristas palestinos durante a viagem para casa, deixou quatro filhos que sobreviveram ao ataque, sem ferimentos, no veículo crivado de balas.

No cemitério, o Presidente de Israel, Rueven Rivlin disse perante a multidão: “É impossível ficar em silencio diante de uma mãe e um pai que foram brutalmente separados de seus filhos”. “Nós estamos enfrentando uma terrível onda de terror e vocês (colonos) estão na linha de frente – pagando um alto preço. Nós nunca paramos e nunca pararemos de construir nos assentamentos devido aos atos de terror”, acrescentou Rivlin. Veja o discurso do primeiro-ministro Netanyahu na ONU,

Netanyahu, o terrorismo e a bandeira palestina na ONU

Veja também

Bate-papo com o escritor Fernando Dourado sobre seu livro “O Halo Âmbar”.

Ontem, 06/06, quinta-feira, aconteceu bate-papo com o escritor Fernando Dourado sobre seu livro “O Halo …