Milhares de pessoas manifestaram-se contra Netanyahu em Tel Aviv

a noite de sábado, cerca de 40.000 manifestantes se reuniram em Tel Aviv, pedindo uma mudança no governo, poucos dias antes das eleições no país.

O ex-chefe do Mossad, Meir Dagan, um dos organizadores, ao falar para a multidão, atacou o primeiro-ministro, dizendo que “nós temos um líder que só luta na campanha, uma campanha para a sua própria sobrevivência política”.

Por sua vez, em um comunicado, o partido Likud, respondendo a Dagan, disse que “a manifestação em Tel Aviv é parte de uma campanha orquestrada pela esquerda financiada por milhões de dólares do exterior. O objetivo é mudar o governo nacionalista do governo do Likud, chefiado por Netanyahu, com um governo de esquerda liderada por Livni [Tzipi] e [Isaac Herzog], que será apoiado pelos partidos árabes”.

 

 

Veja também

31 de março – Dia de Lembrança da Inquisição

Você sabe o que foi a “Santa Inquisição”? Iniciada na Espanha em 1478, tinha como …