Mais de 100 mil funcionários palestinos em Israel, número que deve crescer

Hoje, a Associação de Fabricantes de Israel liderou um passeio especial para demonstrar a capacidade de força industrial e econômica como uma ponte para a paz com os palestinos. Mais de 100 mil funcionários palestinos estão atualmente trabalhando nos territórios de Israel.

Na última quinta-feira, o presidente israelense Reuven Rivlin e o ministro da Economia, Eli Cohen, participaram de uma turnê especial liderada pela Associação dos Fabricantes, com o objetivo de fortalecer a indústria e a economia como uma ponte para a paz com os palestinos.

Atualmente, existem mais de 100 mil funcionários legais palestinos que trabalham no território de Israel, um número recorde que deverá crescer em 25% em 2018. Aproximadamente 73 mil estão empregados na Linha Verde e 32 mil na Cisjordânia e Atarot. Aproximadamente 15 mil desses empregados são empregados pelas indústrias israelenses.
De acordo com o presidente da Associação de Fabricantes, Shraga Brosh, “O emprego deles contribui para a segurança na região e promove a paz econômica entre Israel e seus vizinhos …. Graças a esses funcionários, a indústria israelense pode continuar a crescer”.

“É aí que a paz é feita”, disse Rivlin em uma fábrica onde israelenses e palestinos trabalham juntos para fazer tahini. “A paz entre os governos é paz enquanto os governos forem leais à sua palavra. A paz entre as pessoas é muito mais difícil de destruir.”

Veja também

Mais uma viagem imperdível que ocorre no próximo mês de novembro

Reserve já! As vagas são limitadas.