Irã prende proeminente ativista de Direitos Humanos

As forças de segurança iranianas prenderam uma proeminente ativista de direitos humanos, Narges Mohammadi, hoje, segundo o site Baharnews.

Mohammadi, uma das mais conhecidas ativistas que permanecem no Irã, com 43 anos, tem trabalhado há mais de 10 anos com o Centro de Defensa dos Direitos Humanos, grupo fundado por Shirin Ebadi, que recebeu o prêmio Nobel da paz em 2003 e teve de deixar o país devido à pressão política, residindo hoje na Suíça.

“Não sabemos onde ela está”, disse um amigo de Mohammadi, sob a condição de anonimato, devido à delicadeza da situação. A ativista já foi presa diversas vezes.

Este é o Irã, um país onde não há democracia, nem liberdade real.

The New York Times

Veja também

Mil Faces do Ódio – Uma exposição educativa e necessária

NESSIM HAMAOUI E EQUIPE tem a honra de convidar para a inauguração do Espaço Kadimah …