Filme israelense controverso vai ao Oscar

Estrelando Lior Ashkenazi e Sarah Adler, “Foxtrot” é um filme majestoso e doloroso sobre o sofrimento dos pais com a morte do filho de um soldado, as alegrias e as tensões do casamento, o tédio da vida do exército e como a ocupação de Israel humilha e endurece os ocupantes. O filme de Samuel Maoz é um dos nove anunciados na semana passada pela Academia de Cinema, selecionados entre 92 filmes submetidos. Cinco finalistas serão selecionados em 23 de janeiro. O filme já recebeu o Leão de Prata do Festival de Veneza e oito prêmios do Ophir Awards de Israel.

 

Veja também

Live com o Rabino Sami Pinto

O Rabino Sami Pinto passousua mensagem de Ano Novo Judaico 5782 pelo Youtube da B´nai …

Skip to content