FIERJ apresenta denúncia contra personal trainer com suástica tatuada

A Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (FIERJ), através de seus diretores jurídicos Ricardo Sidi e Marcos Stambowsky, apresentou em 15 de janeiro denúncia-crime contra o personal trainer que exibiu uma suástica tatuada no braço durante aula no Clube Israelita Brasileiro, em Copacabana.

O mesmo professor ainda propagou o símbolo nazista por meio de publicação de vídeo no Instagram. Os advogados solicitaram ao Delegado Titular da 12a Delegacia de Polícia, Dr. Gabriel Ferrando, a investigação do fato, uma vez que a exibição de suásticas pode caracterizar crime de racismo, previsto na Lei 7.716/89.

A FIERJ reafirma seu compromisso de não tolerância com qualquer manifestação nazista no estado e afirma que manterá a comunidade judaica informada do desenrolar dessa investigação.

Veja também

Hoje é o Dia Internacional do Idoso (01/10)

Hoje é o Dia Internacional do Idoso (01/10). Instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) …

Skip to content