Federação Israelita do RS e B’nai B’rith tratam com autoridades distorções no ensino do Holocausto no interior do Estado

Após denúncias de distorções no ensino sobre o Holocausto em escolas do interior do Rio Grande do Sul, a Federação Israelita (Firs) reuniu-se nesta quarta-feira, 18 de março, com o secretário estadual de Educação Vieira da Cunha.

Zalmir Chwartzmann, presidente da entidade, propôs a integração da Secretaria de Educação, B’nai B’rith e OAB em atividades para preparar os professores de todo o Estado, a exemplo do que já ocorre na rede de ensino público de Porto Alegre, após a aprovação da Lei do Ensino do Holocausto, em 2010. Foi debatida, inclusive, a possibilidade de estender a lei municipal para o âmbito estadual.

Vieira colocou a estrutura da Seduc à disposição para a próxima Jornada de Ensino do Holocausto que será realizada pela B’nai B’rith, com apoio da Firs, no segundo semestre de 2015. O secretário se comprometeu a acompanhar a atividade e certificar os professores que participarem do encontro.

Chwartzmann esteve acompanhado do vice-presidente Luiz Carlos Levenzon, dos diretores Armando Burd e Albert Poziomyck, juntamente com representantes da B’nai B’rith, Pedro e Matilde Gus, respectivamente vice-presidente da B’nai B’rith Brasil e vice-presidente internacional da instituição.

EnsinodoHocausto
Diretorias da FIRS e da B’nai B’rith conversam com o secretário de Educação do RS. Foto: FIRS

 

 

Veja também

Mais um encontro inspirador, na B’nai B’rith, com a neuroeconomista Renata Taveiros de Saboia

Ontem, segunda-feira, tivemos mais um encontro inspirador na B’nai B’rith! A neuroeconomista Renata Taveiros de …