Criação de espaço pluralista no Muro das Lamentações divide opiniões

A decisão do primeiro- ministro de Israel de criar um espaço pluralista no Muro das Lamentações está dividindo opiniões e criando celeuma em Israel. A medida aprovada em 2016, mas não colocada em prática devido aos partidos ultra ortodoxos, levou o presidente da Agência Judaica, Natan Sharansly a se manifestar contra  Benjamin Netanyahu,  e a diversos lideres, inclusive reformistas, cancelarem encontros com o primeiro-ministro e visitas a Jerusalém. A ideia é criar um espaço pluralista onde homens e mulheres possam rezar juntos, o que não acontece hoje. Sharansky afirma que isso dividirá s os judeus e que o Muro das Lamentações deve uni-los e não separá-los.

Exame/YnetNews/Haaret/Times of Israel

Veja também

Marcos Susskind fala em Curitiba dos desafios e conquistas de Israel

O palestrante Marcos L. Susskind proferiu interessante palestra no dia 3 de abril em Curitiba, …