B’nai B’rith é homenageada em celebração do fim do Holocausto e Independência de Israel na Câmara Municipal de Sorocaba

B’nai B’rith é homenageada em celebração do fim do Holocausto e Independência de Israel na Câmara Municipal de Sorocaba

O fim do Holocausto com o término da Segunda Guerra Mundial, os 69 anos de Independência de Israel, os 70 anos da Federação Israelita do Estado de São Paulo e os 34 anos de co-irmandade entre a cidade de Sorocaba e a de Sha’ar Haneguev, em Israel, foram celebrados em sessão solene na Câmara Municipal de Sorocaba na noite de quarta-feira, 17. A iniciativa da tripla comemoração é do vereador João Donizeti Silvestre (PSDB), que ressalta a importância da cultura judaica para a civilização ocidental.

Além de João Donizeti Silvestre, a mesa de honra da solenidade foi composta pelas seguintes autoridades: vereador Hudson Pessini (PMDB); vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho; cônsul geral de Israel em São Paulo, Dori Goren; presidente executivo da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Ricardo Berkiensztat; presidente do Centro Cultural Brasil-Israel de Sorocaba e vice-presidente da Sociedade Israelita de Sorocaba, Vanderlei Martinez. Vários secretários municipais estiveram presentes, entre outras autoridades, como o ex-prefeito de Tietê, Manoel Davi, primeiro prefeito judeu do Estado, representando o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro.

Em seu discurso de saudação à comunidade israelita, o vereador João Donizeti Silvestre ressaltou a capacidade de superação do povo judeu, que sobreviveu a várias perseguições ao longo da história, desde a destruição do Templo de Salomão até o Holocausto nazista. O vereador também ressaltou a importância da cultura judaica na formação do mundo contemporâneo. Citando o historiador inglês Paul Johnson, João Donizeti enfatizou que o judaísmo, ao declarar que o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus, fundamentou o princípio da igualdade entre todos os seres humanos, que alicerça as democracias modernas.
Sobreviventes do Holocausto – Foram homenageados os sobreviventes do Holocausto nazista: Julio Gartner, Miriam Nekrycz, Nanette Blitz Konig, Rachel Kelly Basilay e Rita Brawn, especialmente convidados para o evento.

Minorias participam da solenidade 

A B’nai B’rith também foi homenageada pela Câmara Municipal de Sorocaba. Abraham Goldstein, presidente nacional e Zeila Sliozbergas, presidente da Associação Beneficente Cultural B’nai B’rith São Paulo receberam um diploma das mãos do vereador João Donizeti Silvestre. Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos e Comunicações da entidade, também estava presente à solenidade.

As minorias, perseguidas pelo nazismo, participaram do evento por meio de seus representantes: Luíza Alves (Quilombinho e Movimento Negro); Jefferson Martinez (comunidade das pessoas com deficiência); Douglas Turri (comunidade LGBT), que acenderam as seis velas em homenagem às vítimas do Holocausto. Também estiveram presentes: Emílio Sabé, da União Árabe de Sorocaba e Região; Silva Moral, do Instituto Delta; e Kenji Yoshida, presidente da Associação Luar.

Mais cedo, o prefeito de Sorocaba, José Crespo Gonzales recebeu a comitiva da comunidade judaica, da qual o presidente da Hebraica, Avi Gelberg fez parte, assim como o presidente da B’nai Brith do Brasil, Abraham Goldstein, que à tarde também falou aos empresários locais.

sorocaba10
Rita Braun falou em nome dos sobreviventes do Holocausto

Sorocaba20
Abraham Goldstein, presidente nacional da B’nai B’rith entre
o vereador João Donizeti Silvestre e o cônsul geral de Israel Dori Goren.

Sorocaba21
Vista geral do evento

Sorocaba22
Zeila Sliozbergas, presidente da B’nai B’rith São Paulo entre o vereador
e o cônsul, na homenagem na Câmara Municipal de Sorocaba

Evento com empresários da região

Assista a reportagem da TVCâmara/SBT – www.youtube.com

 

Consulesa Cecília Goren entusiasma lideranças femininas na B’nai B’rith São Paulo

A consulesa de Israel, Cecília Goren esteve na B’nai B’rith em 17 de maio, onde ministrou palestra sobre responsabilidade, missão e o trabalho desenvolvido nos nove meses que está no Brasil.

A consulesa Cecília foi recepcionada pela presidente da B’nai B’rith SP, Zeila Sliozbergas.

Psicóloga, com especialização em seitas e religiões assumiu um novo cargo no Consulado em São Paulo, o de Relações Institucionais.

Às lideranças femininas da comunidade judaica paulista, a esposa do cônsul geral Dori Goren contou como transforma em trabalho a tristeza de estar longe de seus familiares e amigos, o que inclui seus filhos e seus pais.

Para falar da missão e da responsabilidade como esposa do cônsul geral de Israel em São Paulo, Dori Goren e de seu trabalho na área de relações Comunitárias, novo cargo criado no consulado.

Psicóloga, com especialização em sitas e religiões, a consulesa Cecília relatou às lideranças femininas da comunidade judaica paulista sua intensa atividade nos nove meses que está em São Paulo.

Cecília contou que a tristeza por estar longe de seus filhos, seus pais e mesmo de seus amigos, transforma em força para trabalhar.

Falou das Relações com a Igreja Evangélica, parte essencial de seu trabalho, relatando e mostrando através de imagem a participação em encontros com diversas lideranças a eventos com amais de 100 mil pessoas, onde o casal de cônsules é recepcionado efusivamente.

A vibrante consulesa está apoiando a Marcha das Mulheres pela Paz, criada em Israel, por quatro cantoras de diferentes religiões que virão ao país para um evento em outubro que terá lugar em Curitiba. A elas se unirá a cantora brasileira Gal Costa. Está sendo cogitado um show em São Paulo com as cinco artistas.
Seu entusiasmo contagiante levou as lideranças da Na’amat Pioneiras, Wizo e B’nai B’rith São Paulo a parabeniza-la e manifestarem seu apoio.


20170517_171932

DSC01256


DSC01259

Veja também

Mais uma exemplar ação do Projeto Tikun Olam da B’nai B’rith Paraná

Mais uma etapa do Projeto Tikun Olam com os voluntários da Loja Chaim Weizmann da …