80 anos da “Noite de Cristal”

09/10 de Novembro de 2018  | 1/ 2 de Kislev 5779

Aproxima-se a data de memória dos tristes acontecimentos de nove e dez de novembro de 1938, fazem 80 anos da Noite de Cristal.

As trágicas lembranças do inicio do grande expurgo étnico de judeus, inclusive de parentes de saudosa memória.

A sistemática eliminação de Judeus pelo nazismo na Alemanha e satélites, da qual fomos testemunhas.

“Jamais esquecer” é a nossa obrigação nestes dias.

Nos dias de hoje em que os acontecimentos se multiplicam nos comentários mundiais. É de destacar a pagina no Kadima-Shalom (Outubro 2018-1941-1942) das saudáveis palavras de Elie Wiesel z’L que demostram o que é sofrimento de massas.

O antissemitismo nos preocupa. Muitas vezes chamam de antissionismo, mas enfim é a mesma coisa. Especialmente na Europa, que abriu-se à imigração oriental, este fenômeno passa a ser cada vez mais constante.

Uma desculpa de um anti-arabismo ou islamofobia dificulta a mente, ainda mais quando culpa o moderno e democrático Estado de Israel, destas iniciativas.

O que sabemos é absolutamente injusto, pois Israel tem somente contribuído em beneficio à humanidade com pesquisa e desenvolvimento nas diversas áreas do conhecimento.

O que fazer?

Estar alerta e repudiar estes fatos.

O ódio em nada contribui e somente empolga as massas contra nós Judeus e contra as minorias em geral.

Ernest Strauss – Diretor Cultural da B’nai B’rith do Brasil

Veja também

Rabino Rubem Sternschein na Bnai Brith

A convite da B’nai B’rith, o rabino Ruben Sternschein ministrará a palestra “Há razão para …