79 Anos!  We Remember – Nós Lembramos!

Em 27 de janeiro de 1945, há 79 anos, divisões do Exército Vermelho, da então União Soviética, membro dos aliados que incluíam, principalmente, os Estados Unidos, a Inglaterra, o Canadá, a Austrália, a França e uma força expedicionária brasileira, entraram e libertaram alguns dos últimos presos do temível Campo de Extermínio de Aushwitz-Birkenau, na Polônia.

Estavam se descortinando os horrores praticados pelos nazistas e seus colaboracionistas, assim como as dimensões estavam sendo registradas e divulgadas. A Segunda Guerra Mundial do século XX – 1939/1945 – provocou a morte de 50 milhões de pessoas, dentre elas 6 milhões de judeus, apenas por serem judeus, além de outros grupos, como: ciganos, Testemunhas de Jeová, alguns inimigos políticos, padres, negros, doentes mentais e outros, num processo sistemático, industrializado e repleto de insanidade humana numa escala nunca vista!

Era a SHOÁO HOLOCAUSTO.

Nascia, em 24 de outubro de 1945, para evitar novas guerras, a Organização das Nações Unidas – ONU; em 29 de novembro de 1947, a Partilha da região da Palestina que possibilitou, após 2 mil anos de diáspora, a recondução de um Estado Judaico, o Estado de Israel, em 14 de maio de 1948; e, em 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

No entanto, apesar da farta documentação, amplo registro histórico, filmes, entrevistas, palestras e ações educativas, ainda estamos convivendo com o recrudescimento e renascimento de ações discriminatórias notadamente aos judeus, com novos nomes, novos discursos e novas estratégias. O antissemitismo, infelizmente – e de forma vergonhosa – vem crescendo exponencialmente, na forma de um antissionismo! Recentemente reforçado pela justa e necessária ação das forças de defesa de Israel – IDF – contra o assassinato brutal de 1,2 mil israelenses e captura de cerca de 200 reféns de ISRAEL pelos membros da organização terrorista HAMAS, de GAZA, apoiada e financiada, principalmente, pelo IRÃ.

Os recentes fatos, tanto em Israel como em grande parte do Ocidente, nos mostram que temos de nos manter atentos e atuantes; temos de continuar a agir educando e orientando, democrática e livremente, todas as gerações para que saibam identificar e agir prontamente a fim que não se repita a quem quer que seja o que sofremos!

Contamos com o apoio das pessoas esclarecidas e que querem se esclarecer, tanto de nosso país como internacionalmente. A melhor garantia da manutenção da #Democracia e #Liberdade é a ETERNA e SAUDÁVEL vigilância e ação.

A todos, SHALOM,
Abraham Goldstein
Presidente da B’nai B’rith do Brasil

79 Anos!  We Remember - Nós Lembramos!

Veja também

Programa Fantástico traz reportagem sobre o antissemitismo ocorrido na Bahia

Programa Fantástico traz reportagem sobre o antissemitismo ocorrido na Bahia contra uma comerciante pelo simples …