TV iraniana: Concurso de desenhos animados sobre Holocausto aumenta a liberdade de expressão

A televisão iraniana Al-Alam, de Teerã fez uma reportagem da abertura do Segundo Concurso Internacional de Cartuns sobre o Holocausto do Irã, evento que foi condenado pela UNESCO e pelo Departamento de Estado dos EUA.

Segundo a TV, o concurso tem como objetivo melhorar “a liberdade de expressão”. Uma seção de desenhos foi dedicada a pessoas como Hitler e [primeiro-ministro ] Benjamin Netanyahu.

Junto com imagens da cerimônia de abertura, o repórter Salim Issa explicou que “os objetivos do concurso são melhorar a cultura da liberdade de expressão por meio da arte moderna e de abrir novos horizontes para a cooperação cultural e artística e o intercâmbio entre artistas iranianos e estrangeiros. ”

Issa destacou ” a imagem maior e mais simbólico na exposição, ” um desenho mostrando uma pipa em cores nacionais palestinas que flitua acima de imponentes paredes de tijolos dispostos em forma de suástica. O repórter explicou ainda que as aredes são uma alusão a “ocupação israelense da Palestina”. A pipa representa a infância e a inocência palestinas.

O Brasil é um dos participantes do Concurso.

www.timesofisrael.com

Veja também

Professor de esquerda ligado a Israel aborda o antissemitismo nas esquerdas

“Convivo com gente da esquerda há décadas e, tendo uma relação muito forte com Israel …