Tel Aviv continua na mira do Hamas, palestinos são tratados em Haifa

As sirenes tocaram, mais cedo, em toda a área de Tel Aviv, explosões foram ouvidas, e dois foguetes disparados de Gaza foram interceptados. Fragmentos caíram perto de um posto de gasolina.

Israel informou ter morto o Iman Siam, chefe de operações de foguetes do Hamas. Autoridades palestinas afirmam que 77 palestinos foram mortos na operação “Limite Protetor.”

Ambulâncias evacuaram feridos de Gaza depois que o Egito abriu a fronteira de Rafah. Israel permitiu que mais de 200 caminhões que transportavam mercadorias entrassem na Faixa, nos últimos três dias.

Onze pacientes de Gaza estão internados no hospital israelense em Haifa, município que pediu para que sejam removidos todos os materiais perigosos estocados em seu no porto.

 

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …

Deixe uma resposta