Rússia criminaliza negação de crimes nazistas

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou uma lei que torna a negação de crimes nazistas e a distorção do papel da União Soviética na II Guerra Mundial crimes punível com até cinco anos de prisão. A lei é descrita por críticos como uma tentativa de conter a liberdade de expressão para apaziguar os conservadores russos. Tornou-se arriscado para eles discutir uma política oficial que glorifica os feitos da liderança soviética nos tempos da guerra e minimiza os seus erros.

Veja também

Alemanha: judeu é atacado por árabe e golpeado pela polícia

Um judeu israelense foi atacado por um árabe na cidade de Bonn, na Alemanha, e …

Deixe uma resposta