Purim: da Pérsia ao Irã

Purim – 13/14 de Adar 5778
Do anoitecer de quarta-feira 28/o2
Ao anoitecer de quinta-feira 01/03
PURIM Shoshan – 15 de Adar – 02/03

Purim-Pur significa Sorteio, triste sorteio – Mas, é uma festa com diversas Alegrias a comemorar.

Aos 450 anos AEC acontecimentos vários ocorreram.

O malvado Haman, descendente dos Amalequitas, inimigos de Israel, tentou realizar um sorteio para a eliminação do nosso povo de Israel. Lá na Pérsia, hoje Irã. Na época o império persa dominava mais de 127 países e praticamente todos os judeus eram seus súditos.

Foi graças a nossa rainha Ester que o primeiro-ministro Haman não obteve sucesso em seu odioso desejo: “destruir, matar e aniquilar todos os judeus, jovens e velhos, crianças e mulheres, em um só dia”, conforme está escrito na Megilá de Ester (Livro).

O tio de Ester, Mordechai, salvara a vida do rei ao revelar os sonhos dele e o complô para eliminá-lo e foi por isto premiado passando a cavalo pela cidade, causando aborrecimento a Haman.

Foi este tio que trouxe a bela Ester ao reino, ao ver o rei à procura de uma nova rainha. Foi a Rainha Ester que salvou nosso povo relatando ao rei o plano de Haman e este foi à forca. Em fim fomos salvos de mais um inimigo. Nas sinagogas lê-se a Megilá de Ester e nossas crianças se divertem com os reco- recos, balas e bandeirinhas.

Pois, não nos surpreende nosso receio nos dias de hoje, diante do Irã que impulsiona um ódio nefasto contra a existência de Israel e de certo modo dos judeus. Este pelo domínio de uma casta religiosa xiita. Espalhando o seu potencial poderio de obtenção petrolífero a seus aliados com o seu potencial armamentista e atômico ao mundo árabe, ao do Hamas- Hezbollah e Síria. Um perigo que a qualquer momento pode explodir.

E festejamos com doces triangulares orelhas de Haman, que delícia!

Mas, graças à tenacidade de nosso povo temos um Israel forte e democrático diante de seus 70 anos de existência renovado, em meio deste turbilhão de ameaças permanente no Oriente Médio.

Ernesto Strauss – Diretor Cultural da B’nai B’rith do Brasil

Veja também

Rabino, monja e jornalista vão debater sobre como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da paz

Como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da Paz? Como dividir o mundo …