Protagonismo Tupinambá

 leerA Cátedra Indígena do LEER
Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação
convida para a palestra:

 

Protagonismo Tupinambá
“Nheenga Awa”

Memória, (Re)Existência e Indianidade na Luta pela Demarcação Territorial (Olivença – Ilhéus/ BA)

Data: 21.03.2017, terça-feira, às 17hs

Palestrante:
Casé Angatu – Prof. Dr. Carlos José F. dos Santos
Indígena e Morador no Território Tupinambá em Olivença (Ilhéus/BA) na Aldeia Gwarini Taba Atã; Docente da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC (Ilhéus/BA); Doutor pela FAU/USP; Mestre pela PUC/SP; Autor dos Livros: “Nem Tudo Era Italiano – São Paulo e Pobreza na Virada do Século XIX-XX” e “Identidades Urbanas e Globalização: constituição dos territórios em Guarulhos/SP”, entre outros; Ex-Coordenador do PIBID/História/CAPES-UESC, junto à Escola Estadual Indígena Tupinambá de Olivença.

Participação:
Adriano Tupinambá (Aldeia Abaeté em Santaninha – Território Tupinambá em Olivença)
Porãn Tupinambá (Aldeia Gwarini Taba Atã – Território Tupinambá em Olivença)

Local:
Anfiteatro do CAPH – Centro de Apoio à Pesquisa do Depto de História
Prédio de História e Geografia, térreo.

Inscrições: leer@usp.br (a/c Fernanda Broggi)

Valor:
simbólico, no local, a partir de R$ 20,00 para a comunidade indígena Tupinambá

indios
Ritual antes da Caminhada Tupinambá  em lembrança ao Cururupe e Caboclo Marcelino
realizada todos os anos em memórias aos Parentes massacrados no
Rio Cururupe em 1560 pelo Governador Geral da Bahia Men de Sá,
um dos momentos mais marcantes da luta e memória Tupinambá.
Com o cocar, ao centro, o Cacique Gildo Tupinambá.

INSCRIÇÕES – CLIQUE AQUI

 

Veja também

Federação Israelita do Estado de São Paulo repudia vinda do Aiatolá Mohsen Araki ao Brasil

A Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), entidade que representa a comunidade judaica …