Primeiro-ministro húngaro defende polêmico memorial da 2ª. GM

O primeiro-ministro Victor Orbán defendeu a constrição de um polêmico memorial mostrando os húngaros como vítimas dos alemães, apesar da oposição da comunidade judaica local. O memorial que será construído em Budapeste tem o apoio do partido ultranacionalista Jobbik, considerado neonazista pelos judeus.

 

http://www.jpost.com/Jewish-World/Jewish-News/Hungarian-PM-defends-controversial-WWII-memorial-339040

Veja também

Facebook cria sala de guerra contra manipulação em eleição no Brasil e nos EUA

Uma sala de conferências de aproximadamente oito por dez metros de área está sendo construída …

Deixe uma resposta