Pessach: DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO

03 a 10/04/2015 = 14 á 22 de Nissan 5775

Pessach, ou como dizem, a Páscoa Judaica, que este ano coincide com a Semana Santa, tem um significado todo especial, é a festa do chamado, a festa do pão ázimo, a Matza.

Este é um encontro mundial de confraternização da família judaica, pequena ou grande, reunida nas mesas celebrando a lembrança do Êxodo do Egito. A liberdade, após as dez pragas impostas ao faraó e ao nosso povo, salvando-nos da opressão, liderados por Moises, depois de muito sacrifício e humilhações durante séculos de escravidão.

No Seder de Pessach lemos a Hagadá – o Relato da história, não como uma simples repetição todos os anos, pois sabemos dar um enfoque especial ao tirarmos conclusões relacionadas aos dias de hoje.

A história é a mais antiga, mesmo assim a mais jovem, ela relata quem somos e quem foram os nossos antepassados.

Fala de educação e transmissão de valores de geração em geração.

”E contarás a teu filho do que houve naquela época, para que não se repita.”

E como diz na Torá, contando a história da liberdade, libertação e de responsabilidade coletiva.

Viver livre de opressões com forças e esperanças, “assim andaram sob a liderança de Moisés quarenta anos pelo deserto, para chegar à Terra Prometida de Canaã- Eretz Israel”, com não poucos percalços.

Um bom Seder com belos “Matzenklöse” e muitos relatos para apreciar.

Chag Pessach Sameach

Ernesto Strauss – Diretor Cultural B’nai B’rith do Brasil

Pessach2
Keará: Prato do Seder, com alimentos simbólicos da libertação dos judeus da escravidão no Egito

Veja também

Bélgica corta ajuda financeira a escolas palestinas por homenagem a terroristas

A Bélgica decidiu suspender a ajuda financeira a escolas palestinas que prestam homenagem a terroristas. …