Pesquisas do Arqshoah  serão divulgadas na Universität de Zürich (Suíça)

Neste dia 9 de outubro, a historiadora  Maria Luiza Tucci Carneiro faz uma vídeoconferência para o público inscrito no seminário Romanisches coordenado pela Dra. Lydia Schmuck, do Arquivo do Exílio de Marbach (Alemanha). Este programa tem como objetivo analisar a literatura de exílio como testemunho e motor de um mundo conectado  estudando a trajetória dos emigrantes e exilados falantes de alemão que, entre 1933-1945, dirigiram-se por motivos raciais, políticos ou econômicos, à América Latina. Expulsos ou perseguidos pelos nacional-socialistas, esses refugiados   encontraram asilo (temporário ou permanente)  no Brasil, à Argentina, ao Chile e ao México. Muitos eram intelectuais e artistas que, nas comunidades de acolhimento, atuaram como produtores de cultura, hoje um importante legado. Dessa forma, eles interferiram na cultura  local figurando  como mediadores entre os continentes. Este tema será abordado pela Profa. Tucci Carneiro que apresentará os resultados das pesquisas registradas pela equipe do projeto Vozes do Holocausto. Título da palestra: Janelas d’Alma. História e memória dos refugiados e exilados do nazismo. Brasil, 1933-1950. Saiba mais: www.rose.uzh.ch

 

Veja também

Palestinos manterão luta pacífica, diz Abbas a palestinos da América Latina

Em carta dirigida à comunidade palestina da América Latina, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud …