Peres: compromisso pela circuncisão perante Conselho da Europa

O presidente israelense, Shimon Peres, enviou uma carta ao secretário-geral do Conselho da Europa, Thorbjorn Jagland, em que solicita sua intervenção quanto à posição recente de um chamado à proibição da circuncisão do organismo internacional, pedindo-lhe que reconsidere sua posição. Enfatizando a importância da circuncisão na tradição religiosa judaica e muçulmana, Peres disse que a circuncisão masculina “tem sido praticada pelas comunidades judaicas durante milhares de anos e é uma obrigação fundamental da tradição judaica.”

Lembrando que dedicou grande parte de sua carreira à defesa das liberdades civis, Peres destacou que “as comunidades judaicas de toda a Europa são afetados em grande medida em sua herança cultural e religiosa pelo Conselho da Europa”, que segundo ele é “uma instituição dedicada à proteção desses direitos.”

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …

Deixe uma resposta