Partilha da Palestina: diversos olhares e ações

O dia 29 de novembro desperta diferentes sentimentos entre os judeus e os árabes. É a data da Partilha da Palestina, pelas Nações Unidas – ONU, segundo a qual deveriam ser criados dois estados: um judeu e um árabe.

Agora passados tantos anos, o Estado de Israel se defronta com o dilema se deve ser oficialmente um estado judeu, o que vem mobilizando corações e mentes.

Para os árabes, em especial para os palestinos, é o dia do Nachba, o Desastre, a Catástrofe. A data é lembrada em todo o mundo. Em São Paulo será através da I Semana e Fórum de Solidariedade ao Povo Palestino, infelizmente com uma programação que prega o ódio e a intolerância.

No dia 28 de novembro tem início também o TOM São Paulo -72 Horas para fazer um mundo melhor. O evento, inspirado em um similar realizado em Israel, é uma parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, citado abaixo.

Alegre ou triste, este é um tema complexo que merece uma reflexão mais profunda.

Lia Bergmann

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …