Oposição iraniana pede ao papa que interceda na causa da AMIA

A oposição iraniana pediu ao Papa Francisco que intervenha junto a presidente eleita da República iraniana Maryam Rajavi para que não seja arquivada a investigação da causa do atentado à AMIA, na Argentina em 1994, que estava sendo realizada por Alberto Nisman.

Um  comunicado na página da web do grupo informa que “souberam do assassinado do valente promotor de Buenos Aires”. “Ele estava convencido de que esta atrocidade havia sido decidida, comandada, organizada e perpetrada por líderes do régime desumano que governa o Irã. Assim, havia emitido vários pedidos de captura internacionais contra líderes do regime”. O grupo pede ao papa que “não permita que crime contra a humanidade permaneça atrás de uma cortina de segredos e sem justiça”.

www.itongadol.com.ar

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …