Morre aos 99 anos, Boris Schnaiderman, um dos maiores tradutores literários do país

O intelectual e tradutor literário Boris Schnaiderman faleceu nesta quarta-feira, 18 de maio, aos 99 anos. Ele é considerado por seus pares o fundador da tradução de ficção russa no Brasil, responsável pela edição pioneira de autores como Dostoievski, Tolstói e Maiakóvski. Schnaiderman nasceu em 1917 em Uman, Ucrânia, cidade que possuía importante comunidade judaica. Sua família sofreu perseguições. Alguns anos após a Revolução Bolchevique, eles emigraram para o Brasil. Boris foi sargento de Artilharia da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra, experiência que registrou no livro “Guerra em Surdina”. Ele foi biografado nos livros “Soldados que vieram de Longe”, e “Estrela de David no Cruzeiro do Sul”, de Israel Blajberg. (Conib)

Veja também

Palestinos manterão luta pacífica, diz Abbas a palestinos da América Latina

Em carta dirigida à comunidade palestina da América Latina, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud …