Longas relações à distância: ilhas do Pacífico amigas de Israel

palau

Pensa rápido: cite três dos amigos mais próximos de Israel nas Nações Unidas! Seja honesto, você não sabe o nome das Ilhas Marshall, Micronésia, e Palau, sabe? Elas podem não ter o exclusivo poder de veto dos Estados Unidos, mas estes três países do Pacífico Sul tem poderosas relações com o Estado Judeu e possuem alguns dos melhores registros de voto na ONU  relacionados à Israel.

Ilhas Marshall – independente desde 1979, a República das Ilhas Marshall estabeleceu relações diplomáticas com Israel, em 1987. Estas têm crescido tanto que o ex-presidente do Comitê de Relações Internacionais, congressista Ben Gilman disse: “uma nação pequena… talvez, mas a [suas] ações corajosas mostraram um senso de integridade superior ao [seu] tamanho.” Mas ninguém diz melhor que seu ex-presidente, Kessai Note Fausto: “Estamos orgulhosos de apoiar o Estado de Israel como a vanguarda da democracia nesta região, apesar dos constantes atos de terrorismo que tem atormentado sua grande nação e as pessoas ao longo dos anos.” Israel tem sido dos principais fornecedores de tecnologia de dessalinização e importante colaborador na mudança da qualidade de vida, com o fornecimento de serviços de oftalmologistas israelenses.

Micronésia – Israel foi um dos primeiros países a estabelecer relações diplomáticas com os Estados Federados da Micronésia, depois que eles se tornaram independentes em 1986. Ex-presidente israelense Shimon Peres descreveu o país como “um dos maiores amigos de Israel.” Especialistas israelenses forneceram ajuda inestimável aos agricultores da citricultura da Micronésia, ajudando-os com técnicas de irrigação de suas lavouras.

Palau – quando da declaração da independência da República de Palau em 1994, Israel foi o primeiro país fora do Pacífico a estabelecer laços diplomáticos. Seu Presidente, Tommy Remengesau, orgulhosamente fala que os dois países são “melhores amigos”. Israel trouxe de volta o amor, fornecendo especialistas para desenvolver as atividades agrícolas e pesqueiras, ajudando a economia do país.

(American Jewish Commitee)

 

 

http://www.ajc.org/site/apps/nlnet/

 

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …

Deixe uma resposta