Judeus querem deixar Turquia devido a preocupações com segurança

Os jovens judeus vão cursar universidades e criar suas famílias fora da Turquia, mas agora, seus pais também pensam em deixar o país, devido à pressão antissemita. “Não só o governo, mas também a oposição, a sociedade civil, sindicatos e esfera pública democrática devem ser um escudo para nós”. As leis não são suficientes para conter o discurso do ódio.

Após recente explosão na grande sinagoga de Istambul, datada de 1907, o governador da província de Edirne, Dursun Ali Şahin disse que ela deveria servir apenas de museu, em resposta à política israelense sobre a Mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém.

Presidente Erdoğan enviou saudações por ocasião de Chanucá aos judeus da Turquia, mas a insegurança está afetando a comunidade milenar.

www.hurriyetdailynews.com

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …