Jornalistas têm sido ameaçados pelo Hamas

A Associação de Jornalistas Estrangeiros em Israel e na Palestina divulgou hoje um comunicado afirmando que o Hamas ressionou e ameaçou jornalistas para enviarem matérias favoráveis ao grupo e usou “métodos pouco ortodoxos” contra a visita de jornalistas estrangeiros a Gaza no mês passado. O grupo já tem uma lista de profissionais que não podem entrar em Gaza. No domingo, Paul T. Jorgensen da TV2 da Noruega informou que “vários jornalistas estrangeiros têm sido expulsos de Gaza porque o Hamas não gostou do que divulgaram”. “Nós recebemos ordens estritas, que se gravarmos que o Hamas dispara foguetes podemos ser expulsos de Gaza”, acrescentou.

De acordo com a FPA, vários membros dos meios de comunicação estrangeiros em Gaza foram assediados, ameaçados ou questionados sobre histórias que eles relataram. Também domingo, o Hamas disse que exigirá aos jornalistas estrangeiros em Gaza que forneçam informações sobre seus tradutores palestinos, bem como seus endereços.

Veja também

Amos Oz, David Grossman, Etgar Keret pedem a Netanyahu: Não deporte os requerentes de asilo

Trinta e cinco importantes autores israelenses escreveram uma carta ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, na quinta-feira, …

Deixe uma resposta