Jerusalém, cidade luz para o judaísmo. Dez Mandamentos: luz para o mundo

Nos próximos dias temos duas datas de grande importância para o povo judeu:
Yom Yerushalaim – 05/06/2016 – 28 Iyar 5776
Shavuot – 11(véspera) 12-13/06 – 5-7 Sivan 5776

jerusalem

Assim diz o Senhor: Voltarei para Sião e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade da verdade: Zacarias 8:3

Criou-se uma cidade moderna cheia de atrações, aberta a todos os credos e ao alcance de todos: a Jerusalém atual.

Com mais de 3000 anos de historia comprovada, e mesmo através das inúmeras fases de conquistas ao longo dos séculos, seja por Babilônios, Gregos, Romanos, Bizantinos e pelas Cruzadas, sempre encontraremos a alma do povo judeu por lá. Não só a alma, como sempre houve judeus em Jerusalém, ao pé do Monte Sion. Eram expulsos, mas, voltavam mesmo em pequenos grupos, subsistindo nas condições mais adversas.

Que alguém possa colocar em duvida a história causa estranheza, seja na ONU ou onde for. Relatos de historiadores, peregrinos, viajantes, escavações, manuscritos, documentos, entre outros, são parte das inúmeras marcas da presença dos judeus na região.

O nosso sagrado encontro no Muro das Lamentações, que remonta ao Templo de Jerusalém, a cidade mais sagrada para todos os judeus, para onde dirigimos nossas preces.

Que encontremos algum dia o nosso declarado ensejo de “PAZ Eterna” e justiça.
SHAVUOT – símbolo da passagem dos cinquenta dias da contagem do Omer, após Pessach. Integra as festas de peregrinação do ano judaico, que são: Pessach, Shavuot e Sucot, quando todos se dirigiam ao sagrado Templo de Jerusalém, para levar oferendas.

Em Israel, Shavuot possui também um significado agrícola, sendo chamada de: Festa das Semanas –Chag haShavuot, – Festa da Colheita – Chag haKatzir e Festa das Frutas – Chag haBikurim.

Mas, é especialmente, o significado espiritual que precisamos lembrar neste mundo tão conturbado e violento.
A entrega da Torá, e dos Dez Mandamentos – “Zeman Tora tenu” – que nos dá o sentido de respeito e configuram a justiça social. Os Dez Mandamentos permeiam todas as constituições atuais do mundo livre.

Nos dias de hoje, as diversas sinagogas promovem Tikum de Shavuot, estudos que se prolongam noite afora.

Que possam compartilhar do elevado significado desta festa dando a nossa contribuição espiritual e com o sabor das delicias das comidas típicas judaicas.

Em Shalom e Chag Sameach,
Ernesto Strauss – Diretor de Cultura – B’nai B’rith do Brasil

Veja também

B’nai B’rith Internacional celebra 175 anos

O CEO Dan Mariaschin falou sobre “Discurso de Ódio, Antissemitismo e Pluralismo Religioso”. em um …