Israel será julgado no Brasil esta semana por impor restrições a jogadores de futebol palestinos

O Serviço de Inteligência de Israel informou nesta quarta-feira (11/06) ter provas para prender o jogador de futebol palestino

Samah Fares Muhamed Marava, de 22 anos, residente em Kalkilya. Ele aproveitou uma viagem ao Qatar em abril e se reuniu com o terrorista do Hamas, Talal Ibrahim Abd al-Rahman Sarim, condenado a prisão perpétua, mas libertado em troca do soldado israelense Gilad Shalit. O esportista escondeu o fato que sabia ser ilegal de seus companheiros de equipe. Ao retornar a Israel foi preso e confessou trazer diversas mensagens do terrorista.

Esta semana, no Brasil, um congresso da Federação Internacional das Associações de Futebol irá, entre outros, considerar a aplicação de sanções a Israel por impor restrições de segurança a jogadores de futebol palestinos.

Ai cabe a pergunta, como outros países em permanente estado de guerra, como é o caso de Israel, reagiriam? Impor sanções é fácil, difícil é se colocar no lugar do outro.

http://www.itongadol.com.ar/

Veja também

B’nai B’rith na 10ª caminhada que reuniu 50 mil em prol da liberdade religiosa no RJ

A comunidade judaica participou em peso no domingo, 17 de setembro, com milhares de pessoas …

Deixe uma resposta