Igreja católica financia sinagoga e Centro de Memória Judaica em Palermo

A semana passada, a comunidade judaica de Palermo, na Sicília, tornou-se proprietária de uma parte de um complexo de igreja e mosteiro, presente da Igreja Católica Romana, que brevemente abrigará ama sinagoga e um centro de memória. O complexo, situado sobre as ruínas de uma sinagoga medieval (a Grande Sinagoga de Palermo), será submetido a renovações para criar estes espaços judaicos, e a Igreja Católica vai financiar o projeto. A doação cria a primeira sinagoga em Palermo em mais de 500 anos, desde que os judeus foram expulsos da Sicília em 1493. Há menos de cem judeus em Palermo.

Veja também

Feira-do-Livro-Judaicop

Lançamento de Livros na Feira do Livro Judaico.

Uma série de palestras gratuitas acontece durante o evento. Relacionado