Hamas amplia ofensiva, Israel avisa moradores de Gaza para deixarem casas perto da fronteira

A operação israelense na Faixa de Gaza em seu terceiro dia leva o Conselho de Segurança da ONU a se reunir nesta tarde de quinta-feira. O primeiro-ministro Benjamim Netanyahu diz que “um cessar-fogo não é considerado”. Israel avisa palestinos que moram perto da fronteira com Gaza que deixem suas casas.

Desde o último conflito em 2012, o Hamas modernizou seu arsenal. Mísseis já atingem mais de 100 km, chegam a Jerusalém, deixam civis em choque em Tel Aviv, homens-rãs tentam entrar em base militar israelense, furando o bloqueio marítimo imposto por Israel.

Mas, algumas coisas estão longe de mudar. Em um fato inédito em conflitos armados de outros países, Israel avisa os palestinos que suas casas (de comandantes do Hamas) serão atacadas. A maioria sai, mas às vezes, sobem no telhado e fazem um escudo humano, evitando ataques, ou instalam as plataformas de lançamento de foguetes em escolas, hospitais e mesquitas, colocando civis deliberadamente em risco.

Hoje de manhã fontes militares informaram que 255 foguetes de Gaza já atingiram Israel e 785 alvos em Gaza foram atingidos por Israel via ar e mar. Entre os alvos, 513 eram lançadores de mísseis e 46 casas dos comandantes do Hamas. O sistema de defesa israelense antimísseis Iron Dome interceptou 70 foguetes.

Entre os alvos do Hamas estão Dimona, onde fica a principal instalação nuclear de Israel e a base militar da cidade Mitzpe Ramon, a cerca de 105 quilômetros de distância, o ponto mais distante ao sul que os mísseis já teriam alcançado.(Fontes: Jerusalém Post, O Estado SP, Notícias da Rua Judaica).

Hamas amplia ofensiva, Israel avisa moradores de Gaza para deixarem casas perto da fronteira

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …

Deixe uma resposta