Hakfar Hayarok, desde 1950 ensinando a conviver na pluralidade

Ramat Hasharon, ao sul de Tel Aviv, possui uma das mais famosas escolas de Israel. Fundada em 1950, Hakfar Hayarok (“Vila Verde”) nasceu abrigando crianças pobres e filhos de imigrantes que recém desembarcavam no país.

Inspirava-se no modelo pensado pelo pedagogo polonês Janusz Korczak, assassinado em Treblinka em 1942. Sua filosofia educacional era audaz para a época. Korczak defendia que as crianças deveriam ser tratadas com igualdade e respeito, transformando as escolas em sociedades infantis nas quais os alunos teriam vez e voz.

A escola foi criada no auge do movimento kibutzim (fazendas coletivas), como uma espécie de kibutz infantil, com atividades escolares e agrícolas, onde as crianças teriam gratuitamente direito à educação e à moradia.

Hakfar Hayarok conta com estudantes judeus e árabes-israelenses.  Um quarto de seus alunos pertence a outras etnias e religiões. Muitos são estrangeiros. “É uma ilha de excelência,  inspirada em ideias humanistas, ensinamos as crianças a conviver na pluralidade e na tolerância, no amor ao próximo, a dar mais importância à paz do que à terra”, diz a profa. Ruth Fisbein.

Com 1,7 mil alunos, a escola tem instalações invejáveis. Fazenda leiteira, quadras esportivas, pista de equitação, amplos refeitórios, um pequeno zoo para ensino de veterinária, além de um prédio inteiramente dedicado a aulas de música e artes plásticas.

 

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …

Deixe uma resposta