Fischer: A paz é vital para a saúde econômica de Israel

O presidente do Banco de Israel Stanley Fischer, disse ontem que a paz é importante para a saúde econômica do país.

“Em longo prazo, esta economia terá que fazer a paz com seus vizinhos, quando todos estiverem prontos para isso, o que espero seja o mais cedo possível”, disse Stanley Fischer numa Conferência em Hertzliya.

“Eu não acho que o orçamento de defesa possa continuar a crescer na taxa que tem alcançado nos últimos anos. Nós vamos ter que encontrar uma maneira diferente de lidar com esse problema.”

A paz era um item de uma longa lista de questões de longo prazo, que seria necessário a Israel enfrentar. O problema da pobreza, concentrada em setores haredim e árabes, é insustentável, assim como o crescimento da população que não trabalha e que duplicará em 17 anos.

Segundo Fischer, “a economia israelense está forte”: a situação de curto prazo da economia israelense é muito boa, com o desemprego em queda há 30 anos, uma inflação abaixo de 2% ao ano, os bancos em boa forma e uma queda marginal na pobreza. “A economia tem muito com que se orgulhar”.

A grande questão, de acordo com Fischer, é o desafio político do orçamento, que será maior do que o de 2012, mesmo após os cortes necessários, e que não pode apenas ser populista ou satisfatório em curto prazo, em detrimento de demandas de longo prazo.

Veja também

Pesquisas do Arqshoah  serão divulgadas na Universität de Zürich (Suíça)

Neste dia 9 de outubro, a historiadora  Maria Luiza Tucci Carneiro faz uma vídeoconferência para …

Deixe uma resposta