Ex-editor do jornal Haaretz e do Jerusalem Post é agraciado pela B´nai B´rith

O Centro Mundial da B´nai B´rith em Jerusalém anunciou que o veterano jornalista David Landau, de 66 anos, ex-editor-chefe do jornal Haaretz e editor-chefe do The Jerusalem Post, é o vencedor do “2013 Lifetime Achievement Award “, pela sua contribuição nas reportagens sobre a diáspora durante sua gestão nesses jornais “.

Em um comunicado de imprensa, a organização disse que o diretor e produtor de cinema Moshe Alafi, 47, e a jornalista Zvika Klein, 30, do Maariv e Makor Rishon foram agraciados com o Prêmio Mundial de Jornalismo da B´nai B´rith em reconhecimento a excelência de Reportagem na diáspora.

Alafi recebeu o prêmio na categoria mídia eletrônica para sua série “Comunidades em uma nova luz de 2012”, que foi transmitido no Canal 1. A série apresentava vinhetas sobre as comunidades judaicas em Toronto, Buenos Aires, Odessa, Oslo, Torino, Toulouse, e Boston. Klein foi agraciado com o prêmio de uma série de nove artigos sobre os vários aspectos da vida judaica na diáspora, incluindo cenas em Manhattan, comunidades religiosas virtuais e o efeito dos assassinatos em Toulouse sobre a comunidade judaica na França.

Desde a sua criação, em 1992, o B´nai B´rith World Award Center for Journalism reconheceu a excelência em reportagem sobre as comunidades judaicas da diáspora contemporânea e sobre o estado das relações Israel-Diáspora hoje nas mídias impressas de Israel e mídia eletrônica. O prêmio é amplamente reconhecido como um dos mias prestigiosos nesta área em Israel. Seu objetivo é ajudar a fortalecer a relação entre Israel e a Diáspora, reconhecendo a excelência em reportagem.

Alan Schneider, diretor do B´nai B´rith World Center disse: “O aumento acentuado dos candidatos para o prêmio ao longo dos últimos anos, é indicação de que o interesse no judaísmo da Diáspora e as relações Israel-Diáspora são fortes e crescentes entre israelenses e nos encoraja a continuar com este importante projeto.

Veja também

Campanha CHARIDY Fundo de Bolsas Ninguém Fica de Fora

Para o professor Jonathan Sacks, rabino chefe da Inglaterra, “Os judeus sobreviveram, simplesmente, porque devotaram …

Deixe uma resposta