Estado Islâmico planeja usar brasileiro para atacar jogos Olímpicos no Rio de Janeiro

O Estado Islâmico planejou usar um cidadão brasileiro em um ataque terrorista contra a delegação francesa durante os Jogos Olímpicos do Rio.

O plano foi descoberto pelo serviço de inteligência militar da França (DRM, na sigla em francês), mas não foi compartilhado com a Abin (Agência Brasileira de Inteligência). A revelação foi feita pelo chefe do DRM, general Christophe Gomart, durante uma audiência a portas fechadas a uma comissão parlamentar em Paris no dia 26 de maio, mas veio à tona graças a uma transcrição da reunião, revelada pelo jornal Libération nesta quarta (13).

O chefe da inteligência militar falava sobre as ações de contra-terrorismo quando foi interrompido pelo presidente da comissão, general Georges Fenech, com a seguinte pergunta:

“Eu não ouvi falar deste cidadão brasileiro que estava se preparando para cometer atentados contra a França durante a Olimpíada. Como o sr. soube?”

“Através dos nossos parceiros”, respondeu o general Gomart.

A transcrição não oferece outros detalhes sobre o caso, como, por exemplo, se o terrorista brasileiro foi recrutado no Brasil ou no exterior, em que grau o plano estava adiantado nem se e como o suspeito foi neutralizado.

Quando a história veio a público nesta quarta, a cúpula da inteligência brasileira concedia uma entrevista coletiva no quartel-general da agência, em Brasília.

Questionado sobre o plano descoberto pela França, o diretor-geral da Abin, Wilson Trezza (esq. na foto), disse que a agência brasileira não recebeu qualquer informação sobre o caso.  “Mas certamente nós vamos nos sentar para conversar sobre isso porque existem representantes do serviço de inteligência francesa no Brasil e nós temos feito conversações permanentes”, disse o diretor da Abin.

Pouco antes, Trezza e o diretor de integração da Abin, Saulo Moura da Cunha, explicavam que o Brasil vai receber mais de 100 representantes de serviços de inteligência estrangeiros durante as competições, que informarão sobre potenciais ameaças e riscos.

A informação francesa é uma confirmação do crescimento das atividades do Estado Islâmico visando o Brasil. Nos últimos meses, a inteligência já detectou que o grupo terrorista passou a recrutar voluntários para traduzir propaganda extremista para o português. O EI tem usado as redes sociais para disseminar sua publicidade visando angariar extremistas.

Na coletiva desta quarta, a cúpula do serviço de inteligência confirmou que os chamados lobos-solitários, isto é, terroristas que operam sozinhos, são uma das principais preocupações de ataques no Rio. (BuzzFeed/Folha de São Paulo/O Globo)

https://www.buzzfeed.com/

Abin
O diretor-geral da Abin Wilson Trezza, o ministro Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e o diretor de integração do Sistema Brasileiro de Inteligência, Saulo Moura da Cunha. Graciliano Rocha / BuzzFeed Brasil

Veja também

Nova York tem tentativa de ataque terrorista nesta manhã

O maior terminal rodoviário do mundo foi palco da tentativa de um ataque terrorista, conforme …