Eram estudantes… Eram inocentes…

jovensseqrezax2x

 

 

jovenssequ2

jopvenssequesEnterrox2x

Repercussão internacional

Khaled Meshal, líder do Hamas, comemorou: “Se for confirmado que uma facção palestina é responsável pela ação, devemos aplaudir e tirar o chapéu para ela. Ficaria orgulhoso se os autores fossem membros do Hamas”.

Papa Francisco classificou o crime de “inaceitável e execrável”. E acrescentou: “É um obstáculo grave no caminho da paz. A violência chama mais violência e alimenta o círculo mortal do ódio”.

Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, pediu justiça: “Tenho esperança de que as autoridades israelenses e palestinas trabalhem juntas para encontrar e levar rapidamente à justiça os responsáveis. Esse ato odioso cometido por inimigos da paz visa a aumentar a divisão e a desconfiança, e a ampliar o conflito. Não podemos deixar isso acontecer”.

Barack Obama, presidente dos EUA, condenou: “nos termos mais firmes possíveis esse ato de terrorismo insensato cometido contra jovens inocentes”.

François Hollande, presidente francês, condenou energicamente “o covarde assassinato” dos jovens, enquanto David Cameron, primeiro-ministro britânico, considerou o episódio “um ato terrorista indesculpável”. Já a chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou estar “chocada” com “um ato detestável”. (Jornal Alef)

Veja também

B’nai B’rith na 10ª caminhada que reuniu 50 mil em prol da liberdade religiosa no RJ

A comunidade judaica participou em peso no domingo, 17 de setembro, com milhares de pessoas …

Deixe uma resposta