Entrevista de Leslie Marko no Programa Shalom

Leslie Marko é filha de sobrevivente do Holocausto, diretora de teatro, pesquisadora do LEER- Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação, além de Docente da Escola Superior e Propaganda (ESPM) nos cursos de Ciências Sociais e do Consumo e Relações Internacionais. Mestre e doutora pela Universidade de São Paulo.

Na entrevista fala de sua tese de doutora sobre o teatro de resistência promovido pelo diretor de teatro Sami Feder (1906-2000), judeu, polonês e sobrevivente do Holocausto.

Leslie Marko trata também da montagem da peça Mergulho, promovida pela B’nai B’rith em parceria com a Secretaria Municipal de São Paulo que, pela sua narrativa, incentiva o diálogo entre os jovens tendo como motivo diferenças éticas, religiosas e culturais. E do Projeto Mergulho, que abrange os professores e os alunos, trazendo questões de discriminação, o Holocausto e a violência, inserindo-os no contexto em que vivem.

“Considero a postura e as ações de Leslie Marko um exemplo promissor de como investir à favor da preservação da memória e promover o respeito às diferenças, elementos básicos para tentarmos melhorar a convivência no mundo atual abalado pela intolerância sem limites”, diz a Profa. Dra. Maria Luiza Tucci Carneiro, orientadora de sua tese junto ao Programa de Estudos Judaicos e Árabes, da FFLCH-USP.

Vale a pena assistir a integra da entrevista em:
www.shalombrasil.com.br

Veja também

Professor de esquerda ligado a Israel aborda o antissemitismo nas esquerdas

“Convivo com gente da esquerda há décadas e, tendo uma relação muito forte com Israel …