Discursos opostos, guerra ou paz?

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas, ameaçou hoje no Egito romper o acordo de unidade com o grupo Hamas se o movimento islamista não permitir que o governo palestino exerça sua autoridade na Faixa de Gaza. O governo de coalizão formado em junho, na prática não funciona, pois o primeiro-ministro palestino da ANP, Rami Hamdallah não consegue se impor em Gaza, onde o Hamas mantem um poder “paralelo”. Abbas, aos 80 anos, quer exercer seu papel, mas a força que os líderes do Hamas conquistam junto à população palestina cresce apesar do sofrimento e das mortes, ou por causa delas.

O Hamas já disse não aceitar a desmilitarização, mas Israel está preparando um plano de desdobramento para uma força internacional em Gaza, para supervisionar a reconstrução e impedir o rearmamento do Hamas. Segundo o jornal Haaretz, a missão poderia incluir forças europeias, que atuariam em conjunto para garantir a segurança na região.

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …

Deixe uma resposta