Diretor da B’nai B’rith Venezuela fala na ONU sobre antissemitismo e propaganda

Sammy Eppel, ativista e diretor da Comissão de Direitos Humanos da B’nai B’rith Venezuela, afirmou que o antissemitismo teve um crescimento significativo na América Latina nos últimos anos.

“O problema é que um grande dano foi feito nos últimos 10, 12 anos, disse. “Eu nasci na Venezuela e vivi lá toda minha vida e nunca senti antissemitismo de ninguém… nós nunca fomos discriminados,  até que de repente em 2004, ele explodiu”.

Eppel fez estas afirmações em um painel em uma conferência especial nas Nações Unidas em homenagem ao Dia da Lembrança do Holocausto, relatando como teve início o antissemitismo promovido pelo governo do presidente Hugo Chavez na Venezuela, que se espalhou e continua com Nicolas Maduro.

http://www.algemeiner.com/

Irã opera TV em espanhol na América Latina disseminando ódio

Eppel afirmou ainda que um dos fatores causadores de distúrbios na América Latina são as atividades do Irã na região. Entre elas, o canal de TV que a República Islâmica opera em espanhol, usado para espalhar o radicalismo e a ideologia antissemita.

 

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …

Deixe uma resposta