Diplomacia nanica, adolescente…

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel que chamou a diplomacia brasileira  de nanica, ao usar os termos “anão diplomático” foi infeliz. Agora, não está mais sozinho. Depois do discurso da presidente na ONU, nossa diplomacia foi chamada de adolescente.

Seja como for, até o secretario de Estado do Vaticano declarou ser “lícito e urgente deter a agressão através de uma ação multilateral e com uso proporcional  de força.” O que é proporcional a decapitar jornalistas? Matar porque não comungam da mesma religião, não são da mesma etnia, ou pelo simples exercício do poder?

Que nestes Dias Temíveis entre Rosh Hashaná e Yom Kipur (10 dias entre o Ano Novo Judaico e o Dia do Perdão) rezemos para  que sejam inscritos no Livro da Vida os que sabem o significado da palavra humanidade, e que o mal seja varrido da face da terra.

 

 

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …

Deixe uma resposta