Concurso de caricaturas que negam o Holocausto

Mais uma vez o Irã é palco de uma competição de caricaturas de negação do Holocausto. Agora,  em resposta ao massacre da revista Charlie Hebdo após a publicação de caricaturas do profeta Maomé. A Casa do Irã de Desenhos Animados e do Complexo Sarcheshmeh Cultural organizou o concurso, de acordo com o jornal Independent, e convidou os participantes a apresentarem desenhos satíricos sobre o tema da negação do Holocausto, para julgamento no início de abril. A competição anunciou um prêmio de US$ 12.000 para o vencedor. Masud Shojaei-Tabatabaii, o organizador da competição, disse que as caricaturas seriam exibidas no Museu Palestina de Arte Contemporânea de Teerã antes de serem mostradas em outras partes da capital.

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …