Concurso de caricaturas que negam o Holocausto

Mais uma vez o Irã é palco de uma competição de caricaturas de negação do Holocausto. Agora,  em resposta ao massacre da revista Charlie Hebdo após a publicação de caricaturas do profeta Maomé. A Casa do Irã de Desenhos Animados e do Complexo Sarcheshmeh Cultural organizou o concurso, de acordo com o jornal Independent, e convidou os participantes a apresentarem desenhos satíricos sobre o tema da negação do Holocausto, para julgamento no início de abril. A competição anunciou um prêmio de US$ 12.000 para o vencedor. Masud Shojaei-Tabatabaii, o organizador da competição, disse que as caricaturas seriam exibidas no Museu Palestina de Arte Contemporânea de Teerã antes de serem mostradas em outras partes da capital.

Veja também

Facebook cria sala de guerra contra manipulação em eleição no Brasil e nos EUA

Uma sala de conferências de aproximadamente oito por dez metros de área está sendo construída …