CEO da B’nai B’rith Internacional presente a Conferência Mundial da OSCE sobre Antissemitismo em Roma

O CEO da B’nai B’rith, Dan Mariaschin, apresentou na Conferência Internacional de Responsabilidade dos Estados, Instituições e Pessoas na Luta contra o Antissemitismo na Área da OSCE – Organização para Segurança e Cooperação Europeia – no dia 29 de janeiro no Ministério dos Negócios Estrangeiros, em Roma.

Mariaschin falou em uma sessão plenária, intitulada “O significado da responsabilidade”, com o presidente do Conselho do Yad Vashem Rabino Israel Meir Lau e o fundador da comunidade de Sant’Egidio, professor Andrea Riccardi.

Mariaschin discutiu a conexão entre o antissemitismo e o ódio anti-Israel: “Tais manifestações de flagrante sentimento anti-Israel demonstram vontade de vilipendiar o Estado judeu e aplicar padrões duplos para ele – condenar Israel por ações para as quais nenhum outro país no mundo receberia críticas semelhantes. Demonização, deslegitimação e um duplo padrão Israel – estão em evidência em muitas partes do mundo. Enquanto durante muitos séculos os judeus foram identificados por antissemitas para receber tratamento discriminatório, Israel é agora considerado como judeu entre as nações e é igualmente escolhido como uma nação pária- o que Natan Sharansky chamou de “3 D” das críticas anti-Israel – estão em muitos países.

Enquanto durante muitos séculos os judeus foram identificados por antissemitas para receber um tratamento discriminatório, Israel é agora considerado como judeu entre as nações e é igualmente escolhido como uma nação pária pela comunidade internacional, um país alvo de boicotes, desinvestimentos e sanções “.

Ele também observou: “Enquanto isso, uma versão contemporânea da negação do Holocausto emergiu, já que os detratores de Israel afirmam que os judeus são piores do que os nazistas e que Israel está perpetrando um” Holocausto “sobre os palestinos”. Ele continuou enumerando os diversos ataques retóricos contidos nas frases endereçadas atualmente à Israel por seus detratores.

A conferência começou com uma audiência no Vaticano com o Papa Francis para delegados e palestrantes. Nas suas observações, o Papa disse: “Ofereço-lhes uma calorosa recepção e agradeço vossa presença aqui. Agradeço o objetivo nobre que os traz aqui: refletir em conjunto, de vários pontos de vista, na responsabilidade dos Estados, instituições e indivíduos na luta contra o antissemitismo e crimes associados ao ódio antissemita “.

www.bnai-brith.org

Veja também

Convenção da Conib ganha brilho filosófico com presença de Bernard-Henri Lévy

De 23 a 25 de novembro, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) promoveu em São …