Brasileiro é preso acusado de atirar pedras em soldados israelenses

Majd Hamad, 15 anos, é filho de brasileira de Goiás que se mudou para a Cisjordânia há 17 anos e vinha sendo procurado pelo Exército israelense sob acusação de jogar pedras contra as tropas, Ele se entregou neste domingo em uma delegacia de polícia na Cisjordânia.

Acompanhado pela mãe, Najat Hamad e pelo ministro-conselheiro do escritório de Representação do Brasil em Ramallah, João Marcelo Soares, ele chegou pela manhã ao posto policial Binyamin, perto de Ramallah. Majd ficou detido e, de lá, poderá ser transferido para a prisão de Ofer.

O adolescente é acusado de jogar pedras contra soldados israelenses durante uma manifestação no dia 11 de abril, nas proximidades do vilarejo de Silwad, onde mora. Segundo sua mãe, ele não saiu de casa naquele dia. Outros quatro colegas de sua classe também foram presos.

O diplomata brasileiro disse à BBC Brasil que “as autoridades israelenses me informaram que os interrogatórios ainda estão em curso e, ao final, haverá uma decisão sobre o pedido de libertação sob fiança”. “Caso o pedido seja negado, amanhã (segunda-feira), os menores serão levados a um tribunal militar, que deverá reconsiderar o pedido”, acrescentou.

Guila Flint

Veja também

Campanha CHARIDY Fundo de Bolsas Ninguém Fica de Fora

Para o professor Jonathan Sacks, rabino chefe da Inglaterra, “Os judeus sobreviveram, simplesmente, porque devotaram …

Deixe uma resposta