“Boicote a Israel viola a Constituição da Espanha“, adverte Ministério Público

O Ministério Público da cidade espanhola de Gijon advertiu que o movimento de boicote a Israel (BDS) é uma violação à Constituição do país.

“É uma violação ao direito fundamental à igualdade de raça, gênero e religião”, advertiu o Ministério Público espanhol. A advertência veio em resposta à proposta de votação pela Câmara de Gijon – cidade de 270 mil habitantes localizada ao norte de Madrid – de moção de grupos pró-palestinos em favor do BDS (Movimento de Boicote, Desinvestimento e Sanções). Proposta semelhante foi derrotada na semana passada em Tarragona – cidade de 130 mil habitantes e o quinto município espanhol a votar contra a iniciativa. O governo espanhol condenou por várias vezes o movimento de boicote a Israel. Na França, o movimento é considerado ilegal e o Reino Unido estuda adotar medida semelhante para deter o BDS.

www.jpost.com

Veja também

Palestinos manterão luta pacífica, diz Abbas a palestinos da América Latina

Em carta dirigida à comunidade palestina da América Latina, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud …