B’nai B’rith e Museu do Amanhã apresentam Movimento Internacional Women Wage Peace

A B’nai B’rith –  Loja Albert Einstein – está trazendo ao Rio as israelenses árabe muçulmana *Nadia Youssef* (de uma família nobre do Norte de Israel – Aldeia Ara) e a israelense judia de origem brasileira *Sol Esther*, também do Norte de Israel do Ishuv Qatzir – lideranças do Movimento Político Women Wage Peace.

A B’nai B’rith LAE (organização judaica de Direitos Humanos) e o Museu do Amanhã (RJ) apresentam o Movimento Político Internacional Women Wage Peace para uma conversa sobre a Resolução 1325 da ONU, no dia 6 de Março, às 18h, no Observatório do Museu do Amanhã.

Para a Resolução 1325 da ONU, do conselho sobre Mulheres, Paz e Segurança, mulheres sofrem de forma diferente os impactos da guerra, afirmando a necessidade de participação dessas em processos de decisão relacionados à prevenção e resolução de conflitos.

Esta proposição relaciona-se diretamente com a bandeira do movimento Women Wage Peace (Mulheres fazem a paz), que trabalha por uma meta comum, um acordo que respeite a sensibilidade de ambos, Israelenses e Palestinos. O cerne do trabalho desse grupo luta pela participação de mulheres na mesa de resolução do atual conflito.

PARTICIPANTES

Patricia Tolmasquim (mediação). Presidente da B’nai B’rith LAE. Ativista dos Direitos Humanos. Conselheira Nacional de Promoção da Igualdade Racial – CNPIR

Muna Omran. Vice Presidente do Instituto de Cultura Brasil Líbano. Pos doutorado estudos literários UFF. Prof. Colaboradora pós graduação estudos da linguagem -UFF. Prof. Literatura CAP/PUC

Nadia Yunis. Nascida em Vaad Ara. Formada em educação científica. Professora e supervisora do Ministério da Educação em ciência e tecnologia. Membro permanente do Citizens Accord Forum. Ativista social em eventos de mulheres

Sol Esther Ciechanowski. Brasileira de família sefaradita marroquina. Bacharel em teatro educacional e educação especializada, universidade de Tel Aviv. Mestra em educação, universidade de Tel Aviv. Atuou como chefe de creche das pioneiras, em Zichon Yakov

Mariana Temido. Ativista social. Mazkirá continental Hashomer Hatzair América Latina. Estudante de Direito. Escritora do livro “Nós, mulheres do Hashomer Hatzair”

* Esta programação conta com interpretação em Libras

Inscrições: 06/03/2018 – 18:00

Cadastre-se no site abaixo para se inscrever neste evento.
Caso já tenha cadastro, faça login

museudoamanha.org.br

Veja também

Rabino, monja e jornalista vão debater sobre como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da paz

Como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da Paz? Como dividir o mundo …