B’nai B’rith defende aprovação do JUST Act, para transparência nas restituições de bens roubados no Holocausto

A Declaração de Terezin aprovada por 47 países, incluindo os EUA em 2009, na Conferência Ativos da Era do Holocausto, em Praga, reconhece "a importância de restituir ou compensar apreensões relacionadas ao Holocausto realizadas durante a época do Holocausto entre 1933-1945.

O JUST Act – Justice for Uncompensated Survivors Today ( ou Justiça para os Sobreviventes “Incompensados” Hoje) é uma legislação que obriga os países a apresentarem relatórios anuais sobre a situação dos esforços de restituição dos bens roubados e o progresso em direção às metas e objetivos da Declaração de Terezin. Ele já tem recebido apoio bipartidário em ambas as câmaras do Congresso, e obrigatória, inclusive o Departamento de Estado dos EUA. a divulgar relatórios.

B’nai B’rith Internacional

Veja também

Federação Israelita do Estado de São Paulo repudia vinda do Aiatolá Mohsen Araki ao Brasil

A Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), entidade que representa a comunidade judaica …