B’nai B’rith parabeniza ONU por sua primeira sessão sobre o antissemitismo

Bem antes do ataque da semana passada num mercado casher em Paris, que deixou quatro judeus mortos, 37 países enviaram uma carta ao Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas expressando preocupação sobre “a epidemia global de antissemitismo” e pedindo uma sessão sobre a luta contra a violência e o ódio direcionado aos judeus.

O ataque só solidifica a necessidade de ter uma conversa urgente sobre o antissemitismo hoje no mundo.

O apelo de países, incluindo Estados Unidos, Israel, Canadá, Austrália e todos os membros da União Europeia levou a Assembleia Geral da ONU a agendar pela primeira vez uma sessão sobre o antissemitismo, no dia 22 de Janeiro.

A B’nai B’rith internacional louva este esforço dos países membros em  adotar uma abordagem focada para combater o flagelo do antissemitismo global. Trazer esta questão à Assembleia Geral da ONU é um passo notável na luta contra esta forma perniciosa de ódio.

A B’nai B’rith, que integra a ONU como organização não-governamental irá ajudar nesta construção de uma base, com ações concretas e consistentes incluindo governos, agências internacionais e sociedade civil.

Nossa instituição defende a causa dos Direitos Humanos desde 1843, combatendo o racismo e todas as formas de preconceito.

Veja também

Festa das Luzes

Amigos e colegas de Diálogo! A Festa das Luzes é um encontro para todas as …